Águas de Lindóia

HISTÓRIA

Águas de Lindóia surgiu ao redor das fontes minerais que intrigaram os tropeiros que passavam pela região, no século XIX, em busca do ouro. Eles notavam que seus ferimentos e de seus cavalos melhoravam ao se banhar nas águas que ali brotavam. Em 1913, Dr. Tozzi, vindo da Itália a convite do padre italiano Carmine D´Angelo, pároco da cidade de Socorro, construía seu pequeno consultório de pau-a-pique para atender pessoas que passavam por esta região e, aos poucos, trazia para cá tudo o que seria necessário para a auto-suficiência de uma estância. Em 1926, conseguiu através de sua influência, trazer para cá a renomada cientista Madame Curie, prêmio Nobel de Química e Física que, analisando nossas águas, constatou suas propriedades terapêuticas. Em 1929 surgia o Hotel Glória (hoje, Grande Hotel Glória), com um belo salão para refeições, salão para refeições dietéticas, salão de diversões, cozinha ampla, apartamentos de 2 ou três quartos, água corrente, iluminação elétrica, banheiros independentes e outros "luxos". O novo hotel mudou a rotina do lugar realizando sofisticados bailes com música ao vivo que terminavam precisamente às 22 horas, por ordem expressa do Dr. Tozzi visando benefício da saúde dos hóspedes! Nem mesmo o presidente da província de São Paulo, Washington Luiz, mais tarde presidente do Brasil, escapou do excesso de zelo do médico italiano, e sempre resignou-se a encerrar suas danças no horário determinado quando se hospedava no Hotel Glória.

Após o falecimento de Dr. Francisco Tozzi, seu genro, Dr. Vicente Rizzo, conseguiu do Governo do Estado a lei de criação da Estância Hidromineral de Lindóia. 

Agora você já sabe, quando estiver no Circuito das Águas Paulista não deixe de visitar nossa cidade.